Quando o Brasil fica para trás

“Em pouco mais de um mês fará dez anos que eu me mudei de São Paulo para Toronto. Ainda me lembro da sensação, em 2007, que vinha com a incerteza da rotina em um país estrangeiro. Apesar da ansiedade pelas experiências que eu sabia estavam por vir, mal sabia eu que ainda levaria anos, mais de apenas alguns, para que eu realmente deixasse o Brasil para trás.”

O jeitinho brasileiro no Canadá

“Como você explicaria a um estrangeiro o significado de “jeitinho brasileiro”? Por mais difícil que seja articular uma definição, este tipo de comportamento faz parte do nosso dia-a-dia e nós o conhecemos bem. Para o brasileiro adepto do jeitinho, não há problema que não tenha solução: o estacionamento é só para mensalistas? Dê um trocado para o frentista. Levou multa de velocidade? Pague um “café” para o policial. É demorada a renovação de um documento? Invoque o nome de uma autoridade para o atendente do Detran. Funciona como passe de mágica.”

Saudade: uma reflexão

“Apesar de nos servir de incentivo enquanto na medida certa, saudade em demasia pode deteriorar nosso bem-estar ao ponto de ser prejudicial à saúde, principalmente a mental. O que fazer, então, para amenizar a saudade daquilo que está longe?”

Caminho do Filósofo (curta-metragem)

O poema “Há metafísica bastante em não pensar em nada” é um dos mais célebres de Fernando Pessoa, que o assinou com o heterônimo de Alberto Caeiro. Em “Caminho do Filósofo”, o Enganos Mundanos dá vida ao poema com destaque a uma aparente contradição: como pode um filósofo dizer que o melhor é não pensar em nada?
Helicóptero na favela: Felipe Dana

A criminologia explica

Criminologia, assim como indica a origem da palavra, é o estudo científico do crime e do comportamento criminoso. Com isso, nós já podemos fazer duas importantes observações: primeiro, que a criminologia deve ser interdisciplinar, já que o crime é um fenômeno complexo e multifacetado; segundo, que o conjunto de conhecimentos que forma a criminologia é relevante para toda e qualquer sociedade, já que não há sociedade onde não haja crime.
sala de aula precária: Projeto Beira de Estrada

Educação para quem?

A educação é central para o desenvolvimento de toda e qualquer sociedade, mas, infelizmente, são raros os governos que levam a sério a educação de seus cidadãos. É verdade que a educação não é mais tão menosprezada quanto antigamente, quando boa parte da população sequer completava o ensino médio, mas, como nós vimos no último post, a educação ainda é desvalorizada. É por isso que, apesar de ser um direito, a educação continua sendo um privilégio.
Todos os artigos carregados
Não há mais artigos